Oficinas Galpão divulga roteiros selecionados

Os autores dos 15 roteiros selecionados estarão no Espírito Santo entre os dias 23 de julho e 1º de agosto participando de uma oficina de formação audiovisual

Quinze jovens entre 16 e 26 anos, integrantes de instituições sociais, estarão no estado este mês para aprender como fazer cinema. Eles foram selecionados entre 73 inscritos no projeto Oficinas Galpão. O curso de qualificação audiovisual acontecerá entre os dias 23 de julho e 1º de agosto, no Espírito Santo.

A região do país com mais roteiros selecionados foi o Nordeste, com sete (quatro da Bahia, um de Alagoas, um do Ceará e um da Paraíba). A Região Sudeste está presente no projeto com cinco roteiros (três do Espírito Santo, um de São Paulo e um de Minas Gerais). Dois autores virão da
Região Sul (Paraná e Rio Grande do Sul) e um do Centro-Oeste (Goiás).

O Projeto

Com uma proposta de formação audiovisual, o Oficinas Galpão está em sua primeira edição. Ao final das aulas, os quinze jovens selecionados transformarão o roteiro de documentário ou ficção em vídeo de curta-metragem. Em seguida, os filmes serão apresentados em telões em ruas e praças, durante um circuito de exibição aberto e gratuito.

O projeto é uma realização do Instituto Galpão e conta com patrocínio do Instituto Votorantim e da Fibria. A iniciativa tem por objetivos aprimorar a formação e a inclusão audiovisuais de jovens e proporcionar a troca de experiências vivenciadas pelas instituições sociais.

Oficinas

Com a orientação de profissionais das áreas do cinema e da comunicação, os alunos terão aulas sobre Roteiro, Direção, Produção, Fotografia e Câmera, Som, Edição, Direção de Arte, Mobilização Comunitária, Direitos Autorais, Mídias Sociais e Comunicação Colaborativa.

O curso também é uma oportunidade para promover a troca de saberes entre as organizações e entre os jovens e fortalecer uma rede de atuação colaborativa para valorização da cultura como instrumento inclusão, de expressão, de protagonismo juvenil e de transformação social.

Gravações e Circuito de Exibição

Depois de dez dias de aulas intensivas, cada jovem selecionado retornará à cidade onde mora para a gravação e a edição do curta-metragem com até 15 minutos de duração. O jovem diretor deverá integrar outros jovens da instituição à equipe de trabalho de modo a compartilhar o aprendizado. Desde a etapa da produção até a finalização da obra, ele contará com o suporte de equipamentos e serviços contratados pelo projeto.

Ao final, as obras serão apresentadas em telas de cinema por ruas e praças dentro de um circuito aberto e gratuito. Os vídeos e o making of das principais etapas comporão um box de DVDs que será distribuído, gratuitamente, para instituições sociais, bibliotecas públicas, pontos de cultura, secretarias municipais e estaduais de cultura, entre outros segmentos ligados à cultura e à educação

Os Selecionados

Alex Reblim Braun, 24 anos
Roteiro: O Refúgio (documentário)
Instituição: Associação Diacônica Luterana (ES)

Allan Carlos Miranda Gonçalves, 20 anos
Roteiro: Mestres e Griôs: Educadores Populares (documentário)
Instituição: Fundação Conscienciarte (MG)

Camila Lima Barreto, 26 anos
Roteiro: Tu é Quem? (documentário)
Instituição: SOMOS – Comunicação Saúde e Sexualidade (RS)

Claudio Albuquerque da Silva, 22 anos
Roteiro: Coletivos e Alternativos (documentário)
Instituição: Instituto Eu Mundaú (AL)

Danilon Luiz Francisco, 24 anos
Roteiro: Maria, Mãe das Mães Sofredoras (ficção)
Instituição: Associação Quilombola de Helvécia (BA)

Diego Albuquerque da Cunha Silva, 16 anos
Roteiro: Bingo (ficção)
Instituição: Instituto Oficinas Querô (SP)

Eduardo de Oliveira Júnior, 22 anos
Roteiro: O Cheiro Sustenido (ficção)
Instituição: Centro Cultural Araçá (ES)

Francisco Mauro Queiroz de Menezes Filho, 18 anos
Roteiro: Bate-Papo (ficção)
Instituição: Instituto da Cidade (CE)

Islan de Jesus dos Santos, 17 anos
Roteiro: Boa Morte, Uma História de Luta e Fé (documentário)
Instituição: Centro de Estudos Raízes do Recôncavo (BA)

Ítalo Rosário de Freitas, 22 anos
Roteiro: A Orientação Sexual nos Trilhos do Subúrbio (documentário)
Instituição: Projeto de Pesquisa Casa Brasil (BA)

 Jaqueline Ciríaco da Costa, 23 anos
Roteiro: A Onda Potiguara – Surf e Tradição (documentário)
Instituição: Rede Índios On Line (PB)

Lúcia Pego dos Santos, 16 anos
Roteiro: Com o Pé Esquerdo (ficção)
Instituição: Ponto de Cultura Minha Vila Filmo Eu (PR)

Luísa Pereira Viana, 18 anos
Roteiro: Cinco Segundos de Uma Vida (ficção)
Instituição: Centro Cultural Eldorado dos Carajás – Ponto de Cultura Abrindo Janelas (GO)

Mariela Brito de Almeida, 21 anos
Roteiro: Povos D’água (documentário)
Instituição: CIPO – Comunicação Interativa (BA)

Natanael Walace Pereira de Souza, 25 anos
Roteiro: O Diamante das Lamentações (ficção)
Instituição: Centro de Referência da Juventude – Fundação Monte Belo (ES).