Selecionados

Eduardo de Ojú (31 anos)

Instituição:

O jornalista Eduardo de Ojú é capixaba de São Mateus, região norte do Espírito Santo. Atua como professor de percussão no grupo de Teatro do Centro Cultural Araçá. Também é agente de cultura jovem do Portal Yah!, ligado à Secretaria de Estado da Cultura do Espírito Santo.
Com uma doce intimidade com as palavras, o jovem é um amante da literatura. Por isso, na sua concepção, entrar no universo audiovisual é uma nova aventura.
O jovem teve uma experiência com o mundo da imagem por intermédio do seu talento musical. Isso aconteceu quando criou a trilha sonora do curta-metragem “As Últimas Responsadeiras”, de Patrik Camporez Mação, de Vila Valério, no estado capixaba. O vídeo foi um dos selecionados da terceira edição do projeto Revelando os Brasis do Ministério da Cultura. E Eduardo acompanhou todas as gravações do documentário para desenvolver a sua criação. Ele também fez algumas experimentações como produtor de pequenos vídeos postados no Youtube.
Concentra seu trabalho em três blogs:
– http://jornalbarato.wordpress.com (Jornal Barato), trabalho de final de curso ainda mantido pelo jornalista.
– http://oyuoba.wordpress.com (Ojuobá)
– http://oxunim.blogspot.com (Mandí).

.

But http://justbuyessay.com more kilometres must be gained and this time they have to!
História

O Cheiro Sustenido ( )

O nêgo forro Badú é condenado por se alimentar do cheiro da comida de Dona Branca sem pagar. A situação é resolvida pelo Rábula que paga a dívida com o som de suas moedas.
O roteiro de ficção é inspirado na obra do paraibano, João de Andrade Matos, radicado em Porto de São Mateus. A expectativa de Eduardo é divulgar a obra do escritor a partir desta experiência com a imagem.