Selecionados

Mariela Brito de Almeida (30 anos)

Instituição:

Formada em Gestão Ambiental, Mariela conta que sua experiência com o audiovisual começou nas Oficinas Kabum, onde ela fez as primeiras oficinas e participou da direção e produção do vídeo “Seu Aloízio e o Mar”. A jovem agora trabalha como oficineira do Ponto de Cultura Cine Solar Boa Vista, ensinando técnicas de câmera e edição. Ele dá ainda oficinas para escolas públicas, trabalha no Núcleo de Produção da Kabum e no Cineclube da Cipó.
Mesmo com toda essa experiência. Mariela acredita que as Oficinas Galpão serão importantes. “Conhecimento nunca é demais e agente sempre aprende coisas novas”. Ela conta que está organizando e estruturando melhor seu roteiro para executá-lo quando voltar pra Bahia.

.

Associating with relatives buying essay and others of my!
História

Povos D’água ( )

O vídeo terá uma linguagem poética para expor o modo de vida que os ribeirinhos levam fora do contexto urbano, quais são as dificuldades e desafios que estas pessoas têm que enfrentar todos os dias e explicar a ligação dessas pessoas como meio ambiente em que vivem.

A motivação para escrever o roteiro veio de uma antiga curiosidade da participante. “Sempre tive a ideia de falar sobre assunto. Sempre quis saber como é a vida nessas comunidades ribeirinhas”. Mariela conta que, para seu documentário, pretende gravar principalmente a comunidade de Xique-Xique, que fica na margem do rio São Francisco, na Bahia.